Inicio >> Contos >> Uma massagem perfeita

Uma massagem perfeita

Sou advogada recém-formada e trabalho para a maior firma da cidade, representamos políticos e empresários de alto escalão. Estava atrasada para uma audiência quando um menino me estendeu um panfleto que peguei sem nem olhar e joguei dentro da bolsa. A audiência foi horrível, perdemos uma grande causa e o cliente teria de pagar uma grande quantia para a outra parte. De volta ao escritório foram gritos e acusações de incompetência para todos os lados. Tudo o que eu queria era que aquele dia acabasse…

Quando fui procurar a chave do carro me deparei com um panfleto bem diferente. Definitivamente não esperava encontrar em letras garrafais a seguinte frase:

MASSAGEM SEXUAL!!!

Aquela fase chamou minha atenção e dediquei um pouco de atenção ao panfleto. Se tratava de uma casa que propunha massagens para todas as partes do corpo, literalmente. Olhei o endereço, era perto do escritório. Não precisei nem pensar meia vez para decidir que uma massagem era tudo o que eu precisava.

Quando cheguei ao local fiquei bastante impressionada, parecia um spa de alto luxo. O lugar era simplesmente maravilhoso. Fui falar com a recepcionista e ela me disse que a casa oferecia seções de uma ou de duas horas. Pedi logo a de duas horas e ela me entregou um formulário que eu deveria preencher declarando quais eram meus limites.

A primeira pergunta era se eu aceitava penetração. Marquei a caixa positiva. Em seguida eu deveria declarar qual tipo de penetração. Como eu queria ter a experiência completa escolhi a opção “vaginal e anal” mesmo nunca tendo feito sexo anal. Na última pergunta eu deveria declarar o que poderia ser utilizado na penetração, mais uma vez pensando na experiência completa optei pela opção: “dedos, acessórios e pênis”. Entreguei o formulário e a recepcionista pediu que eu esperasse ser chamada. Pouco tempo depois fui conduzida a uma sala onde fui orientada a tirar toda minha roupa e me deitar de barriga para baixo na cama de massagem.

Havia uma música instrumental bem calma tocando em um volume baixo. A sala tinha um aroma floral maravilhoso. A cama era macia e o lençol assim como a sala era perfumado. Tudo criava um clima incrível de relaxamento. Alguns minutos depois que entrei na sala escutei passos se aproximando e em seguida uma voz doce e aveludada falou ao meu ouvido.

– Espero que esteja preparada para a melhor massagem da sua vida. – Com certeza eu estava.

Ele começou pelas minhas costas, tinha mãos fortes, mas gentis. Massageou cada centímetro das minhas costas e então foi para meus pés. Apertou com firmeza por alguns minutos meu pé direito, em seguida o esquerdo e então começou a subir pela minha panturrilha direita até a altura do joelho e repetiu o movimento na perna esquerda. E depois foi a vez das minhas coxas, ele apertava com força. Era uma sensação agradável e relaxante, mas ao mesmo tempo eu ansiava pelo momento em que ele tocaria minha buceta.

Finalmente aquelas mãos incríveis alcançaram minha bunda e se demoraram longos minutos ali. Depois foi para minha virilha e massageava firmemente toda a região ao redor da minha buceta, mas não chegou nem perto de tocá-la por um tempo que pareceu longo demais. Era uma mistura de sentimentos, ao mesmo tempo que ficava mais relaxada, ficava mais excitada e ansiosa pelo que viria a seguir. Finalmente chegou ao ponto que eu queria, com uma mão massageava meu clitóris e a parte externa da minha buceta e com a outra fazia movimentos circulares na entrada do meu cú. Senti minha bucetinha ficando molhada, eu estava excitada e queria que ele me penetrasse logo. Fiquei desejando que seu pau fosse grande e grosso e que ele o colocasse logo em mim, estava doida para me sentir preenchida.

Ele continuava massageando meu clitóris, agora mais intensamente enquanto colocava a ponta do dedo no meu cú. Entrava naturalmente, não sei se porque eu me encontrava absolutamente relaxada ou se pelo fato de ter uma boa quantidade de óleo na região. O fato é que cada vez ele enfiava mais fundo seu dedo até que entrou inteiro e me vi surpreendida querendo mais, de repente um dedo parecia pouco. Sem aviso algum ele enfiou um dedo na minha buceta e então tirou. E colocou novamente e enquanto colocava o dedo na minha buceta tirava o que estava no cú. Depois colocou de novo o dedo no meu cú enquanto tirava da minha buceta. Repetiu esse movimento incontáveis vezes e um dedo passou a ser dois e depois três e quatro (meu cú que nunca tinha sido penetrado agora tinha quatro dedos dentro, UAU, e eu estava amando).

Quando tirou os dedos e levou alguns segundos para voltar a me tocar imaginei que tínhamos chegado ao próximo nível e que ele iria me presentear com seu pau…, mas não. Ele voltou a massagear minhas costas, pernas, costas e bunda. Então senti um objeto frio na porta do meu cuzinho que a essa altura estava relaxado, mas não tão dilatado quanto quando foi penetrado por quatro dedos. Ele me explicou que colocaria dentro de mim bolinhas que aumentavam de tamanho gradativamente. A primeira praticamente foi engolida, ele quase não teve que força-la, a segunda entrou tão fácil quanto a primeira, exigindo apenas um pouco mais de pressão. A terceira ofereceu um pouco de resistência, mas entrou. Na quarta já foi preciso uma força bem maior, mas eu senti um grande prazer quando ela entrou. Então ele me disse que dava para perceber claramente que era a primeira vez que eu tinha meu cuzinho penetrado e me perguntou se eu gostaria que ele tentasse colocar a próxima e eu disse que sim, disse que queria todas dentro de mim. Com bastante óleo e com a força necessária a quinta entrou, mas o mesmo não foi possível com a sexta. Com as bolinhas dentro de mim ele mandou que eu me deitasse de costas. A pressão que aquelas bolinhas fizeram me levaram a loucura e eu gozei. Nunca tinha gozado sem estímulo clitoriano e ali estava eu gozando com penetração anal e nada mais.

De frente dava a oportunidade de ele massagear meus peitos e foi exatamente assim que ele começou. Acariciava os dois ao mesmo tempo e apertava meus mamilos e lentamente começou a descer pela minha barriga e já estava na minha buceta de novo, fazia movimentos circulares em meu clitóris e me penetrou com um dedo, vai e vem… dois dedos, vai e vem… três dedos, vai e vem… Tirou todos os dedos de uma vez e então ele estava sobre mim, o momento que tanto esperei tinha chegado.

Senti que ele fazia uma certa força, o que era impressionante considerando que eu estava naturalmente muito lubrificada além de todo o óleo que estava na minha buceta. Quando entrou foi de uma vez, o pau dele era grosso, era grande, era maravilhoso. Ele começou um entra e sai lento e foi aumentando a intensidade. Eu estava indo a loucura com aquela dupla penetração e todos os músculos do meu corpo começaram a se contrair e tive o orgasmo mais intenso da minha vida. Ele ficou um tempo dentro de mim apenas me preenchendo enquanto eu relaxava e ficava pronta para outra. Quando ele sentiu que me aquietei ele tirou o pau e puxou a primeira bolinha do meu cú e rapidamente meteu o pau de novo na minha buceta. Aquele movimento rápido e inesperado me levou a mais um orgasmo. E repetiu quatro vezes o mesmo movimento: tira o pau da buceta, tira uma bolinha do cú, mete o pau na buceta de novo; e gozei mais quatro vezes.

Aquela foi simplesmente a melhor experiência sexual da minha vida. Saí de lá absolutamente relaxada e leve. Era como se mais nada no mundo existisse. Definitivamente me tornei cliente e voltarei para muitas outras massagens.

Autor Marister Souza Santana

Blogueira, master trainer, empresária, coach sexual e profissional capacitada em saúde e educação sexual, ceo da Bebela Lingerie.

LEIA TAMBÉM

Fui provocar, fui seduzida

Oiii amores sou a Paula, Tenho 28 anos muito bem vividos, sou loira, linda do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *